was successfully added to your cart.

Carrinho

Tag

Arquivos Big Tower - Guia da Diversão

Free Fall e Big Tower – Beto Carrero World

Por | Beto Carrero World

O Beto Carrero World apresenta duas torres de queda livre: o Free Fall e a Big Tower. Qual dá mais emoção? Qual tem maior velocidade? Conheça a história das duas atrações que tiram o fôlego de milhões de visitantes!

Acompanhe a desmontagem do Free Fall

Free Fall

Em 1998, o Beto Carrero World inaugurava uma atração um tanto diferente: o Free Fall, ou apenas Elevador. O brinquedo foi inicialmente instalado, em 1983, no California’s Great America (na época Marriott’s Great America), em Santa Clara, Califórnia, com o nome de “The Edge”. Em 1995, a atração foi desativada no parque americano e trazida para o Brasil.

A atração pertence à primeira geração de torres de queda livre, projetada e vendida pela Intamin AG e fabricada pela Giovanola AG. Este modelo de torre fez muito sucesso na década de 80, nos parques americanos e japoneses principalmente, mas hoje se tornou uma raridade, que até pouco tempo atrás podia ser visitada no parque brasileiro.
Free Fall

Himeji Central Park

Com aproximadamente 40 metros de altura, a estrutura do brinquedo tem a forma de um L. Isso porque para se conseguir uma frenagem segura, era necessário que o percurso tivesse certo comprimento, o qual não se conseguia na vertical devido às limitações estruturais, portanto, a solução foi construir os freios na horizontal.
 Free Fall do Beto Carrero World
A atração funciona da seguinte forma: os usuários embarcam nas gôndolas, estas com capacidade para quatro pessoas por circuito. Na estação de embarque, a gôndola é levada para trás. Em seguida, é levada ao topo da torre em poucos segundos. Lá em cima, a gôndola se move para frente e, três segundos depois, QUEDA LIVRE!
Foto onride no Free Fall
Ao alcançar a parte de baixo do “L”, os usuários são deitados e a gôndola tem sua velocidade reduzida pelos freios pneumáticos nessa seção, similares aos de uma montanha russa. Esses freios consistem em duas “mandíbulas” paralelas que seguram uma espécie de barbatana localizada na parte de trás da gôndola. Após a frenagem, a gôndola é movida para trás e, por meio de um trilho auxiliar, retorna à posição vertical, já à caminho da estação, pronta para mais uma volta.
Queda do free fall

Desmontagem Free Fall

Atualmente, o Free Fall está sendo desmontado no Beto Carrero World. A atração foi vendida e deve seguir em breve para outro parque.
Desmontagem Free Fall no Beto Carrero World

As correntes que sobem a composição já foram retiradas

Desmontagem Free Fall no Beto Carrero World

Veja também

Big Tower

No ano de 2002, outra atração começava a se destacar na paisagem do parque: a Big Tower. O brinquedo foi idealizado e fabricado pela Intamin AG e pertence à nova geração de torres de queda livre.
Big Tower
As principais diferenças em relação ao Free Fall são seu formato e o sistema de freios, agora magnéticos, possibilitando a frenagem na vertical. Nesta geração, a estrutura é tubular e, no topo, é colocada uma caixa onde se localiza o maquinário do brinquedo.

 

 Altura

De acordo com o catálogo de equipamentos da Intamin, versão novembro de 2016, a Big Tower possui uma altura de 87 metros, sendo aproximadamente 70 metros de queda livre e o restante de freio, além das fundações que alcançam uma profundidade de 40 metros abaixo da superfície.
Queda da Big Tower

Catch-car

A Big Tower possui quatro gôndolas com quatro assentos cada, e ainda espaço para uma quinta gôndola. Enquanto os visitantes estão se acomodando ansiosos, um “catch-car” desce toda a torre, suspenso por um cabo e se prende à gôndola.
 
Feitas as verificações nas travas de segurança, as gôndolas começam a subir, puxadas por estes catch-car. Quando as gôndolas estão a 20 metros acima do chão, os freios magnéticos são ligados, ou seja, mesmo que durante a rápida queda livre ocorra um apagão no parque, o freio irá funcionar perfeitamente. Ao se aproximar do topo da torre, os visitantes vão tendo uma visão do parque inteiro e das praias ao redor.
Topo da Big Tower

Vista do topo

No topo da torre, é possível ver os balneários de Piçarras, Penha, Navegantes, a cidade de Itajaí e até os prédios de Balneário Camboriú, dependendo da gôndola que escolher. Atinge-se o topo, ouve-se o maquinário funcionando seguido por um estalo. As máquinas param, passam três longos segundos e, QUEDA LIVRE! Cinco segundos, após cair a mais de 120 km/h, as gôndolas alcançam os freios, garantindo uma aterrissagem suave para os visitantes.
Free Fall e Big Tower

Free Fall ou Big Tower?

Cada atração possui seu estilo próprio e emoções diferentes! A mais querida pelo público é a Big Tower. Porém, em nossa visita as opiniões foram bem diferenciadas. Houve um empate entre a altura da Big Tower e o susto do Free Fall. E você, qual a sua torre de queda livre preferida?

Texto escrito por Luis Fernando Tacla

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREE Download theme freeDownload html5 theme free - HTML templates Free Null24Top wordpress themes free download