was successfully added to your cart.

Carrinho

Tag

Arquivos José David - Guia da Diversão

José David e Guia da Diversão

Enkontrí Guia da Diversão: Palestra com José David

Por | Hopi Hari

No dia 10 de setembro, realizamos o primeiro Enkontrí Guia da Diversão no Hopi Hari com alguns benefícios exclusivos. Dentre os benefícios, o mais esperado foi a palestra com o José David, presidente do Hopi Hari. Abaixo, você confere todos os detalhes do bate papo.

Boa leitura!

Início

O prezidan (presidente em hopês) iniciou a palestra agradecendo o apoio de todos os fãs das redes sociais e anunciando que medidas para aprimorar ainda mais a experiência dos visitantes estão sendo tomadas. Os maiores desafios, ações tomadas, resultados e planos futuros foram temas abordados durante o bate papo, além da abertura de perguntas para os participantes.

Desafios

A história começou quando José David estava em Montevidéu, embarcando de volta para São Paulo e encontrou por coincidência José Luiz Abdalla, no meio do embarque e desembarque.

“David, estou com um desafio no Hopi Hari. Quer participar?”

No dia 10 de fevereiro, os dois almoçaram juntos e Abdallah explicou todo o quadro do parque. Desde esse dia, José David veio para o Hopi Hari e teve somente 7 dias de descanso.

Presidente do Hopi Hari José David

O local da palestra foi onde ocorreram as reuniões com os habitaris (funcionários do parque) na época de crise aguda. Após assumir, realizou todo o diagnóstico, traçou os planos a longo prazo e buscou ajudas de investimento. O parque enfrenta até hoje os bárbaros que tentam comprometer toda a viabilidade do plano.

Imersão na história

O parque entende que não é nada fácil desmontar uma atração, o que chegou a ser cogitado com a La Tour Eiffel no início. O processo foi uma total imersão dentro da administração do parque nos últimos 10 anos, compreendendo ano a ano nas áreas comerciais, de manutenção, investimentos e despesas. Foi possível compreender cada ponto problemático desses anos.

Vulaviking

O prezidan também contou os ataques da mídia em momentos decisivos para o parque, a resistência dos habitaris e a importância da Recuperação Judicial.

“A Recuperação Judicial é a grande chance do Hopi Hari se eternizar como o país mais divertido do mundo.”

O ápice da crise

A crise aguda do Hopi Hari começou no dia 07 de abril quando a luz foi cortada. No dia 12 de maio, os ataques sistemáticos da mídia fez o parque perder um investimento de R$ 70 milhões e fechar as portas até que tudo fosse reorganizado.

O maior desafio

Como recuperar a confiança de alguém para entrar no emanharado de problemas do país mais divertido do mundo?

Giranda MundiAções

A total transparência com os 190 habitaris que resistiram foi um dos primeiros passos a ser dado na nova gestão. Hoje, o parque conta com 400 colaboradores que formaram uma família e se ajudam. Só está no parque quem tem interesse em ver o empreendimento crescer.

Segurança

A segurança é inegociável e prioridade para a gestão. Quem acompanha o José David nas redes sociais sabe que ele se diverte em todas as atrações junto de seus filhos e amigos. A equipe de manutenção é composta por 50 técnicos, em sua maioria com profissionais que realizaram a montagem e manutenção dos equipamentos na inauguração.

Presidente José David

Alimentos e bebidas

O incremento de novas opções nas lanchonetes e restaurantes vem agradando o público. Mais de 75% consideram a alimentação ótima/boa. O preparo dos hambúrgueres, pizzas e pratos prontos foi totalmente alterado, com foco em qualidade.

Planos para 2018 e 2019

Os planos de ações para 2018 e 2019 estão com cada vírgula exposta, cada centavo justificando porque o país mais divertido do mundo precisa de um plano detalhado. Todas as ações estão dentro do cronograma.

Zeladoria

As cores foram recuperadas, os jardins foram revitalizados e as atrações estão retornando de acordo com o plano de ações.

“Quando visitei o Rio Bravo, parecia que eu estava entrando em uma selva. Iremos fazer uma comparação das fotos com antes e depois dos ambientes.”

Rio Bravo no Hopi Hari

Hoje o Rio Bravo está operando normalmente

Treinamentos

O treinamento foi uma troca de experiências, comprometimento e amor pelo parque. A Victória Xavier, embaixadora do Hopi Hari, aplica o programa de treinamento da Disney, incluindo aulas de inglês fora do horário de trabalho para capacitação pessoal e profissional.

“É nossa vontade voltar a ser o maior parque da América Latina e se posicionar como um player mundial. Os habitaris estão envolvidos diretamente nesse processo.”

Funcionária do Hopi Hari

Preços dos passaportes

O primeiro passo para definir o novo valor de passaporte foi extinguir as cortesias. Em alguns anos, cerca de 40% dos acessos eram cortesias, não trazendo nenhum retorno financeiro. A preocupação era bater recordes de acessos e vender cotas para patrocinadores.

Imigradero di Hopi Hari

A segunda medida tomada foi adequar-se ao preço padrão dos parques nacionais com a experiência que é oferecida. Algumas promoções como 4 passaportes = 5 estão sendo testadas para verificar a aceitação do público. A ideia é atingir o maior público que o parque consegue atender bem e garantir a melhor experiência.

Resultados

No dia 05 de agosto aconteceu a reinauguração do parque. O país saiu da guerra e abriu as fronteiras novamente. Para a equipe e visitantes foi um dia de muita emoção!

Liga da Justiça no Hopi Hari

Em agosto o parque atingiu 10 mil acessos e a tendência é que em setembro esse número seja triplicado com as excursões agendadas.

“Nós vamos encontrar a equação juntos. O país mais divertido do mundo depende de vocês!”

O futuro

A meta do Hopi Hari é ser o parque mais visitado da América Latina, superando o Six Flags México. A nossa megalópole conta com mais de 30 milhões de habitantes, a megalópole do méxico tem 27,5 milhões de habitantes. O PIB e a renda per capita dos dois locais é quase igual.

Looney Tunes no Hopi HariEm um raio de 1000 km do Six Flags, há mais 10 parques. No Brasil, só há o Beto Carrero World.

“Para chegarmos a visitação do Six Flags, nós vamos precisar abrir 220 dias por ano, com 13 mil pessoas por dia, incluindo novas atrações e operação total do parque.”

Pesquisa de satisfação

O parque vem entrevistando cerca de 25% a 30% dos visitantes durante o dia da visita. Alguns resultados coletados na sexta-feira (08/09) foram:

Cerca de 60% dos visitantes eram famílias, 30% amigos e 10% excursões. Com estas pesquisas, é possível reavaliar pontos de atenção.

Rio Bravo

Cerca de 55% dos visitantes consideraram o leque de atrações em funcionamento excelente e 30% consideram bom.

Surpresa para os participantes do Enkontrí

O prezidan anunciou o retorno de todos os participantes do Enkontrí para curtir o Evolution e o Ekatomb sem custos de passaporte. Esse retorno será acompanhado de nosso segundo Enkontrí no Hopi Hari, com data a definir.

Ekatomb no Hopi Hari

Ao final da palestra, o Prezidan e a Embaixatori responderam algumas perguntas dos participantes e do público das redes sociais.

Perguntas

  • As atrações do Playcenter, como o Turbo Drop, estão guardadas no depósito do parque?

José David: Não. Não temos nada do Playcenter aqui no parque. Quando eu assumi, havia até uma confusão de onde iria certo material que se encontrava aqui, mas não era questão nossa e logo foi resolvido.

  • O Chabum tem a possibilidade de voltar a ser atração aquática?

José DavidSim, tem chances sim. Já entendemos o que é necessário pra ele ser complementado mas demanda um investimento de US$ 150 mil. No momento que a gente tiver possibilidade, ele volta. Não está dentro das atuais reativações de atrações. Agora temos como prioridade o Evolution, Ekatomb, Eléktron e a Torre em algum momento de 2018, dependendo dos custos que nós já pedimos e estão começando a chegar da Intamin.

Região de Infantasia

  • Vurang voltará a ser escura?

José David: Sim, é uma vontade nossa desde o zero. Só não voltou no começo porque essa operação vai demorar de duas a três semanas e também tem um investimento alto. Então está no plano mas não é prioridade agora.

  • Teremos mapas personalizados na entrada do parque?

José David: Sim, é uma prioridade do Governi oferecer o mapa. Já na hora da recarga da Hopi Plaka, o amí vai sair com o mapa e será ofertado também mapas extras para aquisição no parque. Queremos fazer um novo mapa e estamos orçando um tridimensional. Tem vários orçamentos em andamento. Mas reitero, é uma prioridade e logo faremos. Em nossas pesquisas ele atinge 30% das solicitações dos visitantes.

Hopi Plaka

  • Wild West voltará a ter mais atrações?

Victória Xavier: Em Wild West, a prioridade agora é a volta do Evolution. Nós vamos resgatar o Ghosti Hotel, então ele está passando já por uma reformulação com novos detalhes internos mais modernos. Voltará a se chamar Ghosti Hotel. Feito isso, dentro de uma expansão de tematização, sim, há possibilidade de novas atrações… Eu sei que vocês querem saber da Crazy Wagon, correto?

José DavidA carroça foi desativada pelo fabricante em alguns lugares do mundo, temos esse entendimento da equipe de segurança. Assim que concluirmos o Ekatomb e o Elektron, nós vamos analisar o que é possível fazer com a carroça. Ela está guardadinha.

Wild West

  • Vocês querem levar o Hopi Hari como uma referência não só do Brasil mas uma referência mundial?

José David: Sim, mundial. Estamos fazendo tudo a seu tempo. Primeiro focamos em conseguir o recurso (investimentos). Conseguido o recurso, fomos para realizar a manutenção e reativação das atrações. Passado esse foco agora, fomos para atendimento e hoje estamos na área comercial.

A Victória nesse momento é a guardiã da tematização. Ela está focada em fazer as decisões sem perder a tematização das áreas. Do Evolution em diante, em todo Wild West, ela está cuidando de tudo. Agora estamos ainda mais focados em manter a tematização. Ela está em contato direto com vocês para isso. Estamos sempre conectados e compreendendo o que vocês querem de nós.

Montezum

Victória Xavier: É interessante ressaltar isso. Nós estamos muito atentos a tudo o que vocês sugerem e comentam nas redes sociais. Todas as noites, vamos dormir tarde pra acompanhar o máximo o que vocês falam sobre o parque. Marcou “Hopi Hari”, a gente está vendo. Isso tem tido uma dinâmica muito legal, saibam que estamos ouvindo e tomando providências. Se não respondermos é porque estamos procurando uma resposta.

José David: Só nos manifestamos quando temos certeza, afinal, o prejuízo de uma expectativa não cumprida é pior que o silêncio. Se não temos certeza, não falamos nada.

    • E o Theatro di Kaminda? Alguma novidade?

José David: O Theatro di Kaminda será o Teatro IG. Foram eles que viabilizaram grande parte de tudo que está acontecendo, sendo assim uma parceria de sucesso. Eles vão produzir vídeos da TV IG que, em nosso plano, será TV Hopi Hari, dentro do teatro. Em paralelo a isso, com o projeto do City Walk, teremos uma grade de espetáculos independentes do parque, com temporada de peças de terceiros, stand-ups, shows e afins para atender Campinas e São Paulo.

Victória Xavier: Eventualmente teremos algumas peças que serão parte das atrações do parque.

Marvin dos Looney Tunes

      • E o Cinétrion também seguirá esse caminho se tornando cinema comercial?

José David: Sim. Estamos procurando um parceiro pra atender o complexo com uma sala de cinema normal. Sendo assim, atendendo a demanda da região. A ideia também é compreender que estamos inseridos em uma região, somos um destino. É algo que temos que trabalhar agora, para que sejam feitos pacotes para um dia de Outlet, um dia do parque aquático, um dia do Hopi Hari…

Cinétrion do Hopi Hari

      • E o Hadikali? Volta?

José David: O Hadikali é um caso a parte. Exige um investimento alto pra esse momento e tem um giro muito baixo de público. Estamos atualmente com uma proposta de ter todas as atrações inclusas no passaporte, e o Hadikali atende cerca de 300 pessoas por dia, sendo que o parque recebe até 5 mil pessoas por dia nesse momento e tende a aumentar. A tirolesa é inclusive um teste de demanda, parte de nossos estudos de viabilidade.

      • E o Anuali?

José David: Estamos trabalhando com a ideia de 4 tipos de Anuali, cada um com alguns benefícios exclusivos agregados. Enquanto não temos o lançamento destes, todos os Anualis que venceram este mês estão ativos.

      • Já estão pensando na Hora do Horror do ano que vem?

José David: Sim. Já estamos com tema escolhido, praticamente. A Hora do Horror esse ano está ótima, em questão de shows, mas claro que tivemos um evento mais enxuto. No histórico dos anos anteriores, o tempo de produção sempre foi de cerca de 5 meses. Estávamos aguardando investimentos, com o país em guerra, não podíamos nos esforçar no evento já naquele momento. Sendo assim, fizemos um excelente evento pelo tempo disponível assim que confirmado o evento, sendo cerca de 37 dias. Ano que vem teremos a melhor Hora do Horror até hoje.

Hora do Horror

E assim terminou a nossa palestra. Uma gestão transparente com uma conversa intimista, esclarecedora e franca para todos os participantes do nosso Enkontrí!

Governi di Hopi Hari com os participantes do Enkontrí Guia da Diversão

Governi di Hopi Hari com os participantes do Enkontrí Guia da Diversão

Danki di tum tum <3

Confira tudo o que rolou em nosso 1º Enkontrí no Hopi Hari!

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREE Download theme freeDownload html5 theme free - HTML templates Free Null24Top wordpress themes free download